Pular para o conteúdo principal

Resolução 002/2019



  
RESOLUÇÃO DISPONDO SOBRE A CRIAÇÃO DA COMISSÃO ORGANIZADORA


RESOLUÇÃO Nº 002 de 05 de abril de 2019.

Dispõe sobre a criação da Comissão Especial Eleitoral, encarregada de organizar o processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar.

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente do Município de Queimadas/PB, no uso das atribuições estabelecidas na Lei Federal nº 8.069/1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente), Lei Municipal nº 434/2015 (que dispõe sobre o Conselho Tutelar), RESOLVE:

Art. 1o. Constituir Comissão Especial Eleitoral, encarregada de organizador o processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar do Município de Queimadas/PB.

Art. 2o. A Comissão Especial Eleitoral será composta pelos seguintes conselheiros[1]:
a)    Rayanne Chagas Barbosa, representante do Poder Público;
b)    Érika Soraya da Silva Pereira Dantas, representante do Poder Público;
c)    Maurício da Silva Xavier, representante da Sociedade Civil;
d)    Ana Paula Candido da Silva, representante da Sociedade Civil.

§ 1º. Cabe à Comissão Especial Eleitoral, pelo voto da maioria de seus membros, eleger seu coordenador.
§ 2º. Não havendo definição por este critério, a Comissão Especial Eleitoral será coordenada pelo Conselheiro mais antigo, dentre seus integrantes e, em caso de empate, o de maior idade.

Art. 3º. Compete à Comissão Especial Eleitoral:
I - Conduzir o processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar, cumprindo o disposto no Edital nº 001/2019, elaborado e aprovado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, e demais normas aplicáveis;
II - Analisar e decidir, em primeira instância administrativa, os pedidos de registro e impugnação de candidaturas e outros incidentes ocorridos na realização do processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar;
III - Dar ampla publicidade à relação dos pretendentes inscritos;
IV - Receber as impugnações apresentadas contra candidatos que não atendam os requisitos exigidos, fornecendo protocolo ao impugnante;
V - Notificar os candidatos impugnados, concedendo-lhes prazo para apresentação de defesa;
VI - Decidir, em primeira instância administrativa, acerca da impugnação das candidaturas, podendo, se necessário, ouvir testemunhas eventualmente arroladas, determinar a juntada de documentos e a realização de outras diligências;
VII - Realizar reunião destinada a dar conhecimento formal das regras do processo de escolha aos candidatos considerados habilitados para o processo eleitoral, que firmarão compromisso de respeitá-las, sob pena de imposição das sanções previstas na legislação local;
VIII - Escolher e divulgar os locais de votação e apuração dos votos;
IX - Realizar, com apoio do Poder Executivo municipal, as gestões necessárias à obtenção de urnas eletrônicas e listas de eleitores, efetuando todo planejamento necessário para que sejam cumpridos os prazos estabelecidos, inclusive pela Resolução nº 22.685/2007 do TSE;
X - Providenciar a confecção das células para votação manual, conforme modelo a ser aprovado – caso a não utilização de urnas eletrônicas;
XI - Adotar todas as providências necessárias para a realização do pleito, podendo, para tanto, selecionar, preferencialmente junto aos órgãos públicos municipais, os mesários e escrutinadores, bem como, seus respectivos suplentes, que serão previamente orientados sobre como proceder no dia do processo de escolha, na forma da resolução regulamentadora do pleito;
XII - Solicitar, junto ao comando da Polícia Militar ou Guarda Municipal local, a designação de efetivo para garantir a ordem e segurança dos locais do processo de escolha e apuração;
XIII - Estimular e facilitar o encaminhamento de notícias de fatos que constituam violação das regras de campanha por parte dos candidatos ou à sua ordem;
XIV - Analisar e decidir, em primeira instância administrativa, os pedidos de impugnação e outros incidentes ocorridos no dia da votação;
XV - Divulgar, imediatamente após a apuração, o resultado oficial da votação;
XVI - Notificar pessoalmente o Ministério Público, com a antecedência devida, de todas as etapas do certame, dias e locais de reunião e decisões tomadas pelo colegiado;
XVII - Divulgar amplamente o pleito à população, com o auxílio do CMDCA e do Poder Executivo local, estimulando ao máximo a participação dos eleitores;
XVIII - Resolver os casos omissos.

Art. 4º. Cabe ao Poder Executivo Municipal fornecer à Comissão Especial Eleitoral assessoria técnica (inclusive jurídica) necessária ao regular desempenho de suas atribuições.

Art. 5º. Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.


Queimadas, 05 de abril de 2019.


Rayanne Chagas Barbosa
Presidente do Conselho Municipal dos Direitos
 da Criança e do Adolescente


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

REGRAS PARA ELEIÇÃO DO CONSELHO TUTELAR 2019

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS), divulgaram na última sexta-feira, dia (05), as regras da eleição para a nova formação do Conselho Tutelar, para o mandato do quadriênio 2020/2023. O processo de inscrição dos interessados iniciou nesta segunda-feira, dia 08 de abril, se estendendo até 03 de maio, e as eleições, que serão unificadas, ocorrerão no domingo, dia 06 de outubro de 2019. Para conhecer as exigências mínimas, os prazos e todos os demais direcionamentos do processo eleitoral, basta clicar nos links abaixo.
RESOLUÇÃO 001/2019
RESOLUÇÃO 002/2019
EDITAL 001/2019
REQUERIMENTO E FICHA DE INSCRIÇÃO 


Resultado dos inscritos após recurso

Abaixo publicizamos a lista de inscritos homologados após período de recursos. Informamos que entramos agora, segundo nosso calendário, no período de Impugnação de Candidaturas a ser feito com o formulário de recurso disponibilizado no edital. Informamos que todos os requerimentos já entregues serão considerados, porém analisados somente agora neste prazo.
O plantão de recebimento de requerimentos para impugnação se dará de 8h as 11h e na seguinte disposição:

TERÇA-FEIRA (21): Com Ana Paula, no Sindicato Rural. QUARTA-FEIRA (22): Com Rayanne, no CRAS.
QUINTA-FEIRA (23): Com Soraya, na Secretaria de Educação.
_________________________________________________ Eleições para Conselheiros Tutelares 2019 (Edital n° 001 de 05 de abril de 2019 e Resolução nº 001/2019, de 04 de Abril de 2019)
LISTA PRELIMINAR DOS CANDIDATOS COM INSCRIÇÕES DEFERIDAS
CANDIDATO RESULTADO 016 Adauton Cordeiro da Silva DEFERIDA 006 Cintia Vanessa Tavares Barbosa Felix DEFERIDA 009 Elnathan Mikéias do Egito Barbosa

II Seminário Municipal Sobre Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

No próximo dia 24 de maio de 2019 será realizado, através do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS) do município de Queimadas, o  II Seminário Municipal Sobre Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

DADOS GERAIS:
TEMA: Revitimização, Traumas e Cicatrizes: Os desafios do Atendimento da Vítima de Violência Sexual
DATA: 24 de maio de 2019
LOCAL: Câmara Municipal de Vereadores - Queimadas / PB
HORA: 7h30 - 12h30


PROGRAMAÇÃO:
7h30 Credenciamento
8h00 Mesa de Abertura
9h00 1º Painel: Revitimização, Traumas e Cicatrizes: Os desafios do Atendimento da Vítima de Violência Sexual
9h30 - INTERVALO -
9h45  2º Painel: Lei de Escuta Especial
10h15  Grupos de Discussão de Casos
11h40 Apresentação e conclusões
12h00 Encerramento

VAGAS LIMITADAS
CLIQUE AQUI  para realizar sua inscrição.


O evento é gratuito e terá certificação de 5 horas. Podem participar profissionais de instituições públicas e privadas, estudantes de graduação ou pós-graduação e a sociedade civ…